Saiba qual conteúdo é tendência na estratégia digital em 2019

8 minutos para ler
Compartilhe -

Saiba qual conteúdo é tendência na estratégia digital em 2019

Marketing digital é um assunto que vem despertando o interesse crescente dos profissionais de comunicação. Com a virada de ano, as pessoas se sentem estimuladas a pensar em tendências para suas carreiras. Listas e mais listas são criadas para elencar temas relevantes para o trabalho.

É normal darmos aquela “googada” para descobrir que tipo de conteúdo pode ser infalível para expor ideias, vender produtos e divulgar estratégias. Mas nessa hora precisamos de fontes confiáveis que tratam sobre “trends” da carreira e que realmente tenham consistência.

Pensando nisso, preparamos um post sobre uma das maiores tendências de comunicação e marketing digital para te dar uma mãozinha na produção de conteúdo para 2019.

Antes de falar sobre essa tendência, precisamos nos colocar no lugar de quem consome conteúdo no contexto atual, pois vivemos hoje uma superexposição a milhares de dados diariamente. Filtrar um bom conteúdo na internet é uma tarefa muito difícil, não é mesmo?

Fadiga de informação

Isso por que enfrentamos hoje dois problemas muito comuns quando o assunto é informação: primeiro, o volume exorbitante de conteúdo a que somos submetidos diariamente, e segundo, a falta de atenção, que surge em função da chamada fadiga da informação.

Em 1970, o futurista Alvin Toffler, descreve no livro “O choque do futuro” (Termo original: Future Schok) o cenário atual de excesso de informação, que o autor chama de “information overload”, que basicamente alerta para a capacidade cognitiva limitada do cérebro humano de absorver o volume crescente de informação a que somos bombardeados diariamente.

Essa previsão feita há décadas poderia parecer um tanto quanto futurista à época, mas hoje é algo familiar, não é mesmo?

De acordo com uma pesquisa da American Marketing Association, em um dia um consumidor médio nos EUA é atingido por 10 mil mensagens publicitárias. Uma analogia clássica sobre o excesso de conteúdo produzido na atualidade mostra que um cidadão do século XVII tinha em toda sua vida o acesso à informação equivalente a uma edição de domingo do jornal The New York Times.

Entre tantos conteúdos produzidos por dia, um tipo se destaca na imensidão de formatos na internet: os vídeos.

Tendência em 2019: conteúdo em vídeo

Que os vídeos vêm ganhando o gosto de quem consome conteúdo on-line a partir dos últimos três anos ninguém duvida. Tanto que a 5ª edição da pesquisa Video Viewers, realizada em 2018, afirmou que o Youtube ocupa cada vez mais espaço no dia a dia dos brasileiros. A plataforma, de acordo com o estudo, já é maior do que a soma da audiência todas as TV abertas juntas, excluindo a empresa líder em audiência.

Ainda de acordo com a pesquisa, nos últimos 4 anos, o consumo de vídeos na web aumentou em 135%. A maioria dos consumidores que assistem a vídeos (80%) buscam conteúdos que não encontram na TV.

Entre os motivos apontados no estudo estão em primeiro lugar (38,7%), ENTRETENIMENTO, o intuito é diversão; em segundo (29,8%), CONHECIMENTO, a pessoa busca por informação; em terceiro (22,3%) CONEXÃO, ou seja, o usuário quer sentir parte de conjunto; e, por último (9,2%), IDENTIDADE, em que o usuário busca por autoconhecimento.

Dados do Youtube apontam que o brasileiro assiste em média a 15,4 horas de vídeos semanais, o que representa 90% de tempo a mais que nos últimos 3 anos.

Vídeos serão mesmo tendência em 2019?

Um artigo publicado na plataforma Think With Google, que aborda insights de marketing e comunicação, apresenta as 10 tendências mundiais de marketing digital para este ano. Ocupando o quarto lugar, aparecem os vídeos on-line. Segundo a publicação, é a primeira vez que a internet vai alcançar a TV em termos de horas assistidas.

A partir disso, podemos imaginar que as empresas deverão gastar mais do seu orçamento em publicidade em vídeo para internet do que para TV, que é uma mídia tradicional. Previsões apontam que neste ano haverá um aumento de 17% da verba investida em vídeos na internet em relação ao ano passado.

Estudos também mostram que os vídeos representarão 85% do tráfego total da internet em 2019. Além disso, 65% das impressões em anúncios feitos no Instagram vieram do conteúdo em vídeo.

Outra dica para 2019, a partir das tendências apontadas pelo Google, é investir em vídeos ao vivo, em plataformas como Youtube, Instagram e Facebook. O Yahoo apontou que as lives terão um crescimento superior em relação a estratégias de vídeo on-line.

Em resumo, invista em conteúdos em vídeo para redes sociais, faça transmissões ao vivo para promover seu segmento de atuação, comece a pensar em publicidade em vídeo.

O Google recomenda ainda que vários formatos de vídeo sejam explorados: reportagens, vlogs, entrevistas, debates. Acrescentamos também os vídeos curtos em formato de depoimento como forma de criar provas sociais envolvendo clientes que criam conteúdos para sua marca. Já pensou em como esse tipo de conteúdo pode melhorar sua relevância e autoridade perante outros consumidores.

Outra boa notícia é que, com a tecnologia disponível nos dias de hoje, fica fácil captar uma boa imagem usado smartphone e você ainda pode garantir um bom áudio usando um fone de ouvido como microfone. Basta que o equipamento tenha de três pinos! Nesse vídeo, você pode aprender como transformar seu fone de ouvido em microfone de lapela e gravar tudo direto no celular.

O canal Coisa de Nerd apresenta dicas incríveis para profissionalizar a produção de vídeo usando o smatphone, com recomendações de lentes, tripés, microfone, iluminação e até um App disponível para Android e IOS.

Roteiro simples para gravação de vídeo

Toda vez que você quiser gravar um vídeo, por mais simples que seja, saiba qual é o objetivo do conteúdo, em que momento da jornada do seu cliente o conteúdo pode influenciar uma tomada de decisão, entenda quem é a sua persona, deixe claro o tema do seu vídeo. Tudo isso você ajudar você a ter um norte na hora de apertar o REC.

Indicamos um post completo produzido pela Sambatech para te ajudar a entender como criar um roteiro para o seu vídeo e quais os diferentes tipos de roteiro existem.

7 dicas para construir um roteiro de vídeo

Em suma, quando for produzir um vídeo tenha em mente o passo a passo simples para te ajudar a ter sucesso na criação do roteiro:

  1. Descreva brevemente as cenas e o que ocorrerá em cada uma delas
  2. Indique as falas, narrações (off) e trilhas sonoras que serão usadas
  3. Faça recomendações para o editor do vídeo, tais como cortes, animações e legendas
  4. Detalhe e defina o cenário
  5. Aponte também cenas para os atores (se for o caso) e ângulos para quem for fazer a gravação
  6. Sugira também trilhas sonoras e efeitos de áudio (exemplo: barulho de crianças brincando, sorrindo)
  7. Organize suas ideias no papel. Crie uma tabela planilha no Word e, na parte da esquerda, coloque informações sobre o vídeo, como descrição de cenas, fala dos atores/personagens (clientes, se for um testemunho, por exemplo), e, no lado direito, insira as recomendações para a edição, movimento de câmera, trilha sonora, encenação. Ou seja, a coluna da esquerda seria o vídeo propriamente dito, a coluna da direita seriam os bastidores.

(Fonte: Sambatech)

O que extrair deste post?

Mostramos ao longo deste post que os vídeos são estratégias poderosas e que estarão muito presentes no marketing digital em 2019. Que tal considerar a produção de vídeo nas diversas etapas do funil de vendas para impactar seu cliente?

Um outro desafio é entender como o Youtube disponibiliza estratégias para tornar anúncios em vídeos cada vez mais interativos, com o chamado TrueView For Action, mas esse é assunto para um próximo post.

Quer se atualizar e aprender sobre comunicação, redes sociais e marketing digital? Conheça o MBA Executivo em Comunicação e Mídias Digitais da DALMASS, curso ideal para quem quer se manter sempre por dentro das melhores estratégias e ferramentas usadas no mercado.

Posts relacionados

Deixe uma resposta